sexta-feira, abril 25, 2014

Um discurso de um Rei com problemas na comunicação.



A superação real de um Rei.
O filme O Discurso do rei, liderou o número de indicações ao Oscar, ganhou 4 deles, e foi premiado com um Globo de Ouro, tanto reconhecimento se deve ao enredo da história dramática. Apesar de ser um filme, ele é baseado em fatos reais e conta a história de Bertie, um homem que toda a vida sofreu com um problema de fala: a gagueira. Bertie terá que superar sua gagueira para assumir o hereditário trono da família Real Inglesa, e isso implica em plena Guerra Mundial emergindo, a exigência de um rei que transmita segurança e inspire coragem nos cidadãos para enfrentar a Guerra. Na minha opinião esse filme já tem tantos prêmios conquistados e já recebeu o Globo de Ouro porque trata de forma real os conflitos que um distúrbio da fala e o que esse problema pode gerar na vida de uma pessoa diante da sociedade. A gagueira sempre antes retratada como piada e zombarias na maioria dos filmes, com o filme O Discurso do Rei tem um foco diferente ao mostrar as dificuldades e a superação de um obstáculo na comunicação.






Tem grande destaque o elenco, que conta com atores de primeira grandeza e um vestuário impecável, no entanto, toda a sofisticação da época e a suntuosidade da realeza é tratada em segundo plano, porque o filme tem como foco uma situação constrangedora para Bertie, embora a única coisa que me prendeu do começo ao fim em O Discurso do Rei, foi o conflito que foi além do aspecto pessoal, o personagem principal do filme, o rei da Inglaterra Jorge VI, interpretado pelo ator Colin Firth, vivia em uma luta interna para pronunciar as palavras, e apesar disso, também tinha o dever de demonstrar força para o seu povo diante de sua fraqueza: a fala.


A fala, o meio de comunicação mais importante e uma das maiores forças de expressão natural dos seres humanos, em alguns casos pode não ser a melhor de todas a maneiras de se expressar, mas mesmo assim a necessidade sempre existirá e para enfrentar uma dificuldade sempre terá que se ter coragem, a coragem terá que ser forte o suficiente para dominar o medo. Conviver diariamente com uma dificuldade não nada é fácil, e por mais que seja duro e doloroso enfrentar um problema, também não se pode deixar que ele impeça de realizar os seus objetivos, é isso o que a cada dia Bertie tenta realizar com êxito, o filme abrange isso o tempo inteiro na tensão que o rei demonstra ao pronunciar cada sílaba. O mundo inteiro verá e conhecerá mais a vida de uma pessoa que é assim, achei a maneira de O Discurso do Rei abordar a gagueira fantástica. O Discurso do Rei é tranquilo, o decorrer dos acontecimentos não passa corrido mas também não deixa o telespectador entediado esperando acontecimentos de relevância, tem uma dose equilibrada de cenas que despertam o interesse. Com cenários mais rebuscados que passam longe de uma produção simplória, para quem gosta de perceber as sutilezas e as nuances de uma situação tensa, vale a pena assistir.

Olha o Trailer do filme: