domingo, março 08, 2015

Saudades

Lugares, coisas e pessoas que passaram pela nossa vida deixam um legado, e quando é bom, nos lembramos de um jeito que faz querer voltar a viver tudo novamente. Na verdade, sentir saudades às vezes é até melhor do que viver uma situação de fato. A saudade é o que gera um valor e uma estima por alguma coisa ou alguém. É necessário passar um tempo saudável longe para que o sentimento de falta nasça. Eu mesmo gosto de sentir saudades, e ainda mais de matar as saudades. Nisso está a graça, não ter por perto tudo o que gostaríamos, para prezarmos por isso. A saudade nos mostra o quanto fomos felizes e queremos manter essa felicidade perto da gente. Eu não sou exatamente um saudosista, apenas gosto de guardar os bons momentos na memória e acessá-los quando preciso, seja por aprendizado ou por simples estima. Eu geralmente sinto saudades de pessoas, e em segundo lugar vem os lugares e depois as tarefas. O tempo e a distância são fatores que potencializam e fermentam as boas recordações, sensações e experiências vividas. Por isso que viver hoje o máximo possível é o melhor jeito de levar para o futuro boas memórias.
Deixar saudades também é muito gratificante, às vezes é até melhor do que sentir. Ser lembrado, ser desejado na ausência é um jeito de demonstrar o quanto realmente significamos na vida de alguém, por isso que sempre manter os contatos é essencial, como diz um provérbio Escandinavo: "Visite sempre os amigos, a grama cresce por caminhos pouco percorridos"; traduz muito uma relação de amizade, se você deixar de percorrer o caminho por muito tempo, vai ficar mais complicado andar de novo por ele. Não se troca antigas amizades por novas, e vice-versa. Saudade é uma palavra exclusiva do nosso vocabulário linguístico, ou seja, existe uma dificuldade de expressar em outros idiomas esse sentimento que a gente sabe o que é, mas não necessariamente consegue explicar, nem tudo tem explicação também. Querer mais do que já tivemos de uma boa companhia, um lugar ou alguma atividade é simplesmente desejar reviver o que a vida nos trouxe de agradável, por isso, sempre queremos mais do que preencheu um lugar no nosso coração.